Como tratar a rinite e sinusite com óleos essenciais

Um problema respiratório muito comum é a rinite e a sinusite. Essas receitas aqui também podem ser usadas quando se está resfriado e com congestão nasal. Os dois principais óleos essenciais que atuam nesses casos é o Eucalipto e a Hortelã.

O eucalipto temos 3 tipos (eucalyptus globulus, eucalyptus citriodora e o eucaliptus radiata), todos servem para a nossa receita. Falando brevemente sobre esse óleo, ele é antisséptico e agente antiviral. Expectorante e estimulante do sistema respiratório. Ë conhecido pelo seu efeito em resfriados, catarro, sendo indicado para asma, bronquites, tosse, febre, sinusite, doenças infecciosas e urinárias, herpes labial, reumatismo e dores musculares. Balsâmico, equilibra as energias.

A hortelã (mentha piperita) proporciona melhora nos problemas respiratórios, em virtude de ser rico em mentol. Antiespasmódico, descongestionante, antisséptico, analgésico e vasoconstritor. Estimula o sistema digestivo, reduz febre e alivia a tosse e resfriados. Indicado para asma, bronquite, dores musculares e de cabeça. Na esfera emocional, é indicado para pessoas tímidas e muito sensíveis. Clareia os pensamentos, auxilia no estado depressão e no estado de choque. Ajuda na flexibilidade de pensamentos e a na autoaceitação. Neutraliza o cansaço mental.

A principal forma de aplicação problemas respiratórios é a inalação. Seja através de uma passagem na região do pescoço e do peito, ou através do difusor. E para o dia a dia pode ser usado no colar aromático.

Receita para difusor
Ingredientes:
Óleo essencial de eucalipto 6 gotas
Óleo essencial de hortelã 6 gotas

Como fazer
1- Coloque a mistura dos óleos essenciais em um difusor ou vaporizador
2- Aromatize o ambiente escolhido

Receita para inalação
Óleo essencial de hortelã pimenta 5 gotas
Óleo essencial de eucalipto 5 gotas

Como fazer
1- Pingue as gotas dos óleos sobre um lenço de papel ou tecido
2- Abane o lenço sob o nariz e inale, mas nao cubra as narinas

Para o colar aromático, basta pingar 1 gota do óleo essencial de seu preferência, seja eucalipto ou hortelã. O cheiro ficará inalando próximo a você enquanto a fragrância ainda estiver ativa em seu cordão.

Importante: o uso abusivo de óleo essenciais pode causar reações adversas como irritabilidade, tontura, náuseas, alergias e outros sintomas. Sempre faça uma pausa de 10 dias pelo menos uma vez ao ano. Para que o sangue possa se renovar.

Nunca use mais de 3 óleos essenciais simultaneamente. Trata um problema de cada vez. E descontinue de  forma progressiva o óleo essencial quando começar a sentir a melhora da doença. Em caso de reações adversas, suspenda o uso imediatamente.

Leave a Comment

Advertência
O Botânico é resultado de pesquisas realizadas em diversos livros especializados e artigos científicos. Para mais informações veja nossas referências bibliográficas. Não nos responsabilizamos pelo mau uso das informações aqui contidas e não podemos dar garantias formais das atividades aqui propostas. Além disso, essas informações não substituem a consulta médica. Sendo esta imprescindível para o diagnóstico correto e acompanhamento do paciente. ATENÇÃO: Nunca use óleos essenciais diretamente na pele, sempre dilua e respeite as taxas de diluição. Consulte um aromaterapeuta para uma prescrição adequada a cada caso apresentado, visto que critérios individuais podem influenciar no tratamento com óleos essenciais.