Para que serve óleo carreador ou vegetal

Os óleos carreadores, vegetais ou base, como é possível encontrar escrito em alguns livros; são substâncias oleosas obtidas das plantas, geralmente de suas sementes e frutos. Esses óleos são utilizados para diluir os óleos essenciais, pois esses são concentrados demais para serem utilizados puros. Em geral são bem absorvidos pela pele juntamente com os óleos essenciais.

Além dos óleos vegetais, também é possível diluir o óleo essencial em creme neutro ou gel neutro. Esses produtos você encontra em lojas especializadas.

Existem muitos óleos vegetais, cada um com sua função. Irei colocar aqui os mais utilizados:

Óleo de Amêndoa Doce – Proporciona maciez e suavidade a pele seca. Possui propriedades regeneradoras, hidratantes e nutritivas. Melhora a elasticidade da pele.

Óleo de Girassol – Facilmente absorvido pela pele. Rico em vitamina E e ômega 9. Auxilia na regeneração celular, antioxidante poderoso.

Óleo de Jojoba – Na realidade não é um óleo, mas uma cera líquida. Pode ser usado em qualquer tipo de pele. Bom para tratamento de caspa, elimina acúmulos no couro cabeludo e previne a queda dos fios. Possui propriedades antiinflamatórias e hidratantes.

Óleo de Maracujá – Excelente hidratante e nutriente para a pele. Indicado para a pele madura e seca.

Óleo de Rosa Mosqueta – Usado em massagens faciais, reduz a linha de expressão, hidrata a pele e previne o envelhecimento precoce. Usado também em quelóides, queimaduras e cicatrização.

Óleo de Semente de Uva – Muito usado em massagens por é muito leve e fluido. Rico em vitamina E tonifica e hidrata a pele.

Em geral a validade de um óleo carreador varia entra 6 a 8 meses. Exceto o óleo de jojoba, que tem validade de até 5 anos.

Leave a Comment

Advertência
O Botânico é resultado de pesquisas realizadas em diversos livros especializados e artigos científicos. Para mais informações veja nossas referências bibliográficas. Não nos responsabilizamos pelo mau uso das informações aqui contidas e não podemos dar garantias formais das atividades aqui propostas. Além disso, essas informações não substituem a consulta médica. Sendo esta imprescindível para o diagnóstico correto e acompanhamento do paciente. ATENÇÃO: Nunca use óleos essenciais diretamente na pele, sempre dilua e respeite as taxas de diluição. Consulte um aromaterapeuta para uma prescrição adequada a cada caso apresentado, visto que critérios individuais podem influenciar no tratamento com óleos essenciais.