Receita com óleo essencial para varizes

Essa receita deve ser utilizada na prevenção da varizes. Em caso de varizes já existentes é preciso ir ao medico da especialidade angiologista para o tratamento mais profundo.

Uma breve explicação sobre os óleos essenciais aqui usados na receita.

Gerânio – Funciona como regulador do aparelho reprodutor, ótimo para o periodo da menopausa, estimula a circulação e o sistema linfático. Neutraliza sintomas emocionais de ansiedade, magoas, frustração, isolamento e insegurança. Na pele funciona como regenerador celular.

Cipreste – É um óleo refrescante, adstringente e útil em casos de excessiva emissão de fluidos. Indicado para asma, tosse violentas, hemorróidas, disfunção ovariana, pele oleosa, celulite, veias varicosas, circulação e falta de energia. Precauções: não é aconselhável usar durante a gravidez, nem em crianças.

Ambos os óleos são fortes e precisam ser sempre diluídos em algum carreador.

Agora vamos a receita:

5 Gotas de óleo essencial de Gerânio

3 Gotas de óleo essencial de Cipreste

10ml de óleo vegetal carreador de sua preferência

Posologia: passar nas pernas 2 vezes ao dia.

Importante: o uso abusivo de óleo essenciais pode causar reações adversas como irritabilidade, tontura, náuseas, alergias e outros sintomas. Sempre faça uma pausa de 10 dias pelo menos uma vez ao ano. Para que o sangue possa se renovar.

Nunca use mais de 3 óleos essenciais simultaneamente. Trate um problema de cada vez. E descontinue de  forma progressiva o óleo essencial quando começar a sentir a melhora da doença. Em caso de reações adversas, suspenda o uso imediatamente.

Leave a Comment

Advertência
O Botânico é resultado de pesquisas realizadas em diversos livros especializados e artigos científicos. Para mais informações veja nossas referências bibliográficas. Não nos responsabilizamos pelo mau uso das informações aqui contidas e não podemos dar garantias formais das atividades aqui propostas. Além disso, essas informações não substituem a consulta médica. Sendo esta imprescindível para o diagnóstico correto e acompanhamento do paciente. ATENÇÃO: Nunca use óleos essenciais diretamente na pele, sempre dilua e respeite as taxas de diluição. Consulte um aromaterapeuta para uma prescrição adequada a cada caso apresentado, visto que critérios individuais podem influenciar no tratamento com óleos essenciais.